Onde você está: Skip Navigation LinksPortal Agência CAIXA de Notícias > Default
Portal Agência CAIXA de Notícias
24/07/2015 18h00 - Atualizado em 27/07/2015 14h51
TAMANHO DA LETRA
IMPRIMIR

Exposição reúne patrimônio imaterial brasileiro na CAIXA Cultural São Paulo

Até 20 de setembro, público poderá conhecer 37 bens que representam a diversidade cultural do país por meio de textos, objetos, imagens e sons

São Paulo, Cultura

Com um território tão extenso e uma cultura tão diversificada, não é estranho que um morador do Sul do Brasil nunca tenha ouvido falar de arte Kusiwa e que alguém da Região Norte não faça ideia do que é o fandango caiçara. Quem ficou curioso pode visitar a exposição gratuita Patrimônio imaterial brasileiro – a celebração viva da cultura dos povos, que abre na CAIXA Cultural São Paulo neste sábado (25) e fica em cartaz até 20 de setembro. 


A mostra exibe 37 patrimônios de todas as regiões do país, apresentados por meio de textos, objetos, imagens e sons. Idealizadora do projeto, que estreou no ano passado, na CAIXA Cultural Rio, Fernanda Pereira diz que o objetivo é promover e valorizar a diversidade cultural brasileira apresentando os registros do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) dos bens imateriais reconhecidos como patrimônio cultural do Brasil. "Nunca se fez uma exposição reunindo todos os bens registrados neste formato".

A criação do patrimônio imaterial é recente. Ele apareceu na Constituição de 1988 e ganhou um departamento no Iphan nos anos 2000, que registra os bens imateriais em quatro categorias: saberes, lugares, celebrações e formas de expressão. O primeiro a ser reconhecido foi o Ofício das Paneleiras de Goiabeiras do Espírito Santo, em 2002.

Por meio de elementos audiovisuais e recursos de interatividade, as pessoas são convidadas a não só conhecer, mas também vivenciar os ambientes catalogados. "O público poderá ver o barro usado para fazer a panela da moqueca, o processo de confecção, o significado desse trabalho e entender o saber envolvido na sua elaboração", afirma o curador, Luciano Figueiredo.

Dentre os objetos expostos, alguns foram solicitados diretamente aos membros das comunidades. É o caso da viola de cocho, de Ladário (MS), as máscaras da Festa do Divino de Pirenópolis (GO) e a indumentária do maracatu de Baque Solto e os mamulengos do Teatro de Bonecos Popular do Nordeste, ambos de Pernambuco.

Depois de São Paulo, a exposição segue para Brasília em janeiro de 2016. Durante a temporada paulista, será ministrada oficina gratuita de capoeira com o mestre Messias dos Santos (Meinha), em 22 de agosto, às 14h.

Serviço
Patrimônio Imaterial Brasileiro - A Celebração Viva da Cultura dos Povos 
Local: CAIXA Cultural São Paulo, Praça da Sé, 111, Centro
Quando: terça a domingo até 20 de setembro
Horário: 9h às 19h
Entrada: gratuita

  • Compartilhe »
Buscar Notícia
  • Selecionar uma data no calendário.
    Selecionar uma data no calendário.
Agência CAIXA nas Redes