Onde você está: Skip Navigation LinksPortal Agência CAIXA de Notícias > Default
Portal Agência CAIXA de Notícias
29/11/2018 18h00 - Atualizado em 30/11/2018 16h33
TAMANHO DA LETRA
IMPRIMIR

​Jogos entre times CAIXA terão camisas com o tema do esporte paralímpico no final de semana

Oito times brasileiros fazem homenagem ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

Brasil, Esporte

Em ação idealizada pelas Loterias CAIXA, maior patrocinadora do esporte paralímpico brasileiro, quatro jogos da última rodada do Campeonato Brasileiro 2018, neste sábado (2) e domingo, terão ações em homenagem ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, celebrado em 3 de dezembro.

O tema da campanha, “A Diferença Faz Parte do Jogo”, estará na frente da camisa de todos os jogadores. Para chamar a atenção da torcida dentro e fora do campo, alguns jogadores terão também seus números alterados, acompanhados de uma letra, fazendo referência aos códigos que designam as diversas modalidades paradesportivas e suas classes.

As duas equipes de cada partida vão vestir as camisas especiais: no sábado às 19h00, Atlético Mineiro X Botafogo e Flamengo X Atlético Paranaense; e no domingo às 17h00, Bahia X Cruzeiro e Sport X Santos.2018-11-29_camisa_interna_1.jpg

O objetivo é fazer com que os espectadores dos jogos fiquem curiosos para saber porque os números das camisas de seus ídolos estão acompanhados de letras e se interessem em conhecer melhor o mundo das modalidades paradesportivas. Faixas com o slogan da campanha “A diferença faz parte do jogo” serão exibidas nos estádios no início e intervalo das partidas.

2018-11-29_camisa_interna_2.jpg

Recordista paralímpico
Na partida Sport X Santos, domingo, na Ilha do Retiro, no Recife, os jogadores entrarão em campo acompanhados por crianças com deficiência e pelo velocista e recordista paralímpico Petrúcio Ferreira dos Santos. Pela classe T47, amputados de membro superior, o paraibano foi a maior revelação brasileira nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, levando duas medalhas de ouro, nos 100 e 200m, e duas de prata, nos 400m e 4x100m. 

Desde os Jogos Parapan-Americanos Toronto 2015, Petrúcio vem batendo os recordes mundiais estabelecidos por ele mesmo nos 100m e 200m T47 seguidamente. Os recordes atuais foram registrados esse ano, 10s50 nos 100m no Grand Prix de Atletismo Paralímpico de Paris, em junho, e 21s17 nos 200m no Grand Prix de Berlim, em julho.

2018-11-29_camisa_interna_3.jpg

Classificações funcionais
As modalidades paralímpicas são identificadas por letras e números. Por exemplo, F significa field (campo, em inglês) e diz respeito às provas de arremesso e lançamento do atletismo. O número representa o grau de comprometimento da deficiência. Quanto maior o comprometimento, menor o número. Serão alteradas apenas as camisas dos jogadores cujos números encontram correspondência na identificação das modalidades. Confira a tabela de algumas modalidades e o significado de seus códigos abaixo.


A ação do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência é realizada em parceria com o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), entidade que rege o desporto paralímpico no Brasil, e que é patrocinada pela Loterias CAIXA. A iniciativa une a CAIXA, maior patrocinadora do esporte no país, e as Loterias CAIXA, maior patrocinadora do paradesporto brasileiro, num esforço para sensibilizar para a causa da pessoa com deficiência e promover o esporte paralímpico.

Atletismo
Provas de campo – arremesso e lançamentos: F – Field (campo)
F11 a F13 – deficientes visuais
F20 – deficientes intelectuais
F31 a F38 – paralisados cerebrais (31 a 34 para cadeirantes e 35 a 38 para andantes)
F40 e F41 – anões
F42 a F47 – lesões na perna, braço e amputados de membros superiores
F51 a F57 – competem em cadeiras (sequelas de poliomielite, lesões medulares e amputações)
F61 a F64 – amputados de perna que competem com prótese

Provas de pista – corridas de velocidade, de fundo e salto: T – track (pista)
T11 a T13 – deficientes visuais
T20 – deficientes intelectuais
T31 a T38 – paralisados cerebrais (31 a 34 para cadeirantes e 35 a 38 para ambulantes)
T42 a T47 – lesões na perna, braço e amputados de membros superiores
T51 a T54 – competem em cadeiras (sequelas de poliomielite, lesões medulares e amputações)
T61 a T64 – amputados de perna que competem com prótese

Bocha
BC1: opção de auxílio de ajudantes (podem estabilizar ou ajustar a cadeira do jogador e entregar a bola, quando pedido).
BC2: não podem receber assistência.
BC3: deficiências muito severas. Usam instrumento auxiliar, podendo ser ajudados por outra pessoa.
BC4: outras deficiências severas, mas que não recebem assistência.

Futebol de 5 e Goalball
Os atletas são divididos em três classes, que começam sempre com a letra B
(blind, cego em inglês).
B1 – Cego total: de nenhuma percepção luminosa em ambos os olhos até a percepção de luz, mas com incapacidade de reconhecer o formato de uma mão a qualquer distância ou direção.
B2 – Jogadores já têm a percepção de vultos. Da capacidade em reconhecer a forma de uma mão até a acuidade visual de 2/60 e/ou campo visual inferior a 5 graus.
B3 – Os jogadores já conseguem definir imagens. Da acuidade visual de 2/60 a acuidade visual de 6/60 e/ou campo visual de mais de 5 graus e menos de 20 graus.

Natação
As classes sempre começam com a letra S (swimming). O atleta pode ter classificações diferentes para o nado peito (SB) e o medley (SM).
S1 a S10 / SB1 a SB9 / SM1 a SM10 – nadadores com limitações físico-motoras
S11 a S13 / SB11 a SB13 / SM11 a SM13 – nadadores com deficiência visual
S14, SB14, SM14 – nadadores com deficiência intelectua

  • Compartilhe »
Buscar Notícia
  • Selecionar uma data no calendário.
    Selecionar uma data no calendário.
Agência CAIXA nas Redes
  • ImprensaCAIXA ‏@ImprensaCAIXA
    Atenção! ⚠️ A Fórmula Mágica do Natal @CAIXA promete muita aventura. Por isso, vá com roupas leves e sapatos confor… https://t.co/UzWYRlzF5X
    8 horas atrás
  • ImprensaCAIXA ‏@ImprensaCAIXA
    📽️ A magia do Natal já está no ar! Até 6 de janeiro, o público de Brasília pode participar da “A Fórmula Mágica do… https://t.co/mXUUAZuFF0
    8 horas atrás
  • ImprensaCAIXA ‏@ImprensaCAIXA
    Para celebrar a abertura da “A Fórmula Mágica do Natal CAIXA”, influenciadores digitais e jornalistas de Brasília f… https://t.co/2bsOM9tUxn
    9 horas atrás